Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

PCP avisa que combaterá violência do Governo e limitação de direitos à greve e protesto

Lusa

  • 333

Lisboa, 12 out (Lusa) - O PCP rejeitou hoje em absoluto que esteja a instigar a violência, mas advertiu que combaterá a violência que vier da parte do Governo e a tentativa de limitar os direitos à greve e ao protesto.

Bernardino Soares falava aos jornalistas na Assembleia da República, depois de o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, ter sugerido que o PCP, com o tipo de linguagem que usa no plano político, está a instigar a violência.

Na resposta, o presidente da bancada comunista avisou que "nem o primeiro-ministro nem ninguém vai calar o PCP sobre as consequências dramáticas da política que o Governo está a seguir".