Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Paulo Bento reconhece que nunca foi tão difícil construir o "onze"

Lusa

  • 333

Lisboa, 10 out (Lusa) -- O selecionador português de futebol reconheceu hoje que nunca encontrou tantas dificuldades para formar o "onze" como para o jogo de sexta-feira, com Israel, mas rejeitou a possibilidade de mexer um milímetro no habitual modelo de jogo.

Paulo Bento está obrigado a fazer seis alterações em relação à equipa que alinhou de início da Irlanda do Norte (vitória por 4-2) e admitiu que ainda não tomou decisões definitivas relativamente a todas as posições, apesar de ter deixado algumas certezas: Antunes será o lateral esquerdo e dos estreantes Cédric e André Almeida sairá o substituto de Fábio Coentrão no lado direito da defesa.

"Já tivemos em outros momentos algumas ausências. É verdade que agora há um maior número de ausências, mas temos de fazer face a elas, temos de jogar dentro do nosso modelo e não fugir do objetivo principal que é conquistar os três pontos e continuar a lutar para estar no Brasil", admitiu o treinador, antecipando o penúltimo jogo no grupo F europeu de apuramento para o Mundial de 2014.