Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Património: Processo de classificação em Portugal é demasiado complexo e centralizado -- Especialista

Lusa

  • 333

Lisboa, 01 jun (Lusa) -- O presidente da Associação Portuguesa de Casas Antigas, Hugo O'Neill, criticou hoje o processo de classificação do património edificado em Portugal, caracterizando-o como "demasiado complexo e centralizado", no congresso anual Europa Nostra, a decorrer até sábado em Lisboa.

Hugo O'Neill participava no painel do congresso dedicado ao património português, cujo estado geral definiu como "péssimo", apontando, para tal, várias causas.

"O processo de classificação em Portugal é demasiado complexo e está centralizado num instituto com pessoal impreparado, os 760 pedidos de classificação pendentes -- alguns há mais de 20 anos -- demoram habitualmente oito anos a ser concluídos e este problema não é reconhecido pelo Governo, tendendo, portanto, a agravar-se", sustentou.