Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Passos desconhece previsões da UTAO, mas adianta que dados do INE "não condizem" C/VÍDEO E ÁUDIO

Lusa

  • 333

Lisboa, 30 mai (Lusa) - O primeiro-ministro disse hoje desconhecer a estimativa da UTAO de que o défice em contabilidade nacional terá atingido 8% do PIB nos primeiros três meses do ano, mas adiantou que os números do INE "não condizem com esse valor".

"Não vou comentar valores que não conheço. O que vou dizer, no entanto, é que foram divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística os valores relativos ao primeiro trimestre e não condizem com esse valor", afirmou Pedro Passos Coelho aos jornalistas, à margem da inauguração de um hotel em Lisboa.

Um relatório da Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO), enviado hoje aos deputados, aponta para que o défice orçamental em contabilidade nacional, a que conta para Bruxelas, terá atingido 8% do Produto Interno Bruto nos primeiros três meses do ano, consumindo assim mais de um terço do défice anual.