Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Passos Coelho nega que Conselho de Ministros de sábado seja consagrado aos cortes de 4 mil ME

Lusa

  • 333

Bruxelas, 08 fev (Lusa) -- O primeiro-ministro negou hoje que o Conselho de Ministros de sábado seja dedicado aos cortes de 4 mil milhões de euros, afirmando tratar-se de uma reunião "normal", onde o assunto será naturalmente debatido, como já o foi e continuará a ser.

"Eu sei que houve órgãos de comunicação social que anunciaram em Lisboa que haveria um Conselho de Ministros especial para tratar dessa matéria, mas quero aproveitar para dizer que o Conselho de Ministros de amanhã (sábado) é um Conselho de Ministros ordinário, que está convocado para a mesma hora dos conselhos de toda a semana", afirmou Passos Coelho, à saída de uma cimeira de chefes de Estado e de Governo da União Europeia.

Pedro Passos Coelho acrescentou que "o Conselho foi marcado para sábado justamente" porque "não tinha possibilidade de participar" dada a importância da sua presença no Conselho Europeu de Bruxelas, "e dado também que qualquer dos ministros de Estado tinha impedimentos que não lhes permitiam assegurar a condução do Conselho".