Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Passos Coelho garante que não vai governar "em função de manifestações"

Lusa

  • 333

Lisboa, 06 mar (Lusa) - O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho" garantiu hoje que não vai governar "em função de manifestações", embora reconhecendo que nenhum executivo pode ficar indiferente às expressões populares de descontentamento.

"Este Governo nunca se envolverá em polémicas sobre manifestações. Reconhecemos o direito e a legitimidade das pessoas se expressarem e nenhum governo deve ficar indiferente. Agora, não vou governar em função das manifestações porque no dia em que um governo tiver de decidir em função desses critérios, demite-se da sua responsabilidade e não está a altura das suas funções", defendeu Passos Coelho no debate quinzenal no Parlamento.

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, reiterara a tese de que o Governo da coligação PSD/CDS-PP não tem "futuro", ao contrário de Portugal porque "muitos portugueses não aceitam este rumo de braços caídos e manifestaram indignação, protesto, luta".