Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Passos Coelho diz que mutualização da dívida terá sempre "custos"

Lusa

  • 333

Lisboa, 08 out (Lusa) - O primeiro-ministro, Passos Coelho, defendeu hoje que qualquer modalidade de mutualização da dívida ao nível europeu implicará "novas obrigações e condições" e "disciplina", afirmando que não devem ser omitidas as "consequências e os custos" dessa iniciativa.

"Seja qual for e como for, qualquer uma das modalidades de mutualização trará consigo novas obrigações e condições. Nenhuma delas estará acessível sem disciplina, nem coordenação. E não devemos omitir as consequências e os custos de uma tal iniciativa", afirmou Pedro Passos Coelho.

O primeiro-ministro falava durante o congresso nacional dos economistas, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa.