Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Passos Coelho defende necessidade de prosseguir reformas com "firmeza e resiliência"

Lusa

  • 333

Lisboa, 06 mar (Lusa) -- O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho defendeu hoje a necessidade de prosseguir "com firmeza e resiliência" o "programa ambicioso de reformas" estruturais, condição para que o país possa voltar a crescer e a criar emprego.

Na intervenção com que abriu o debate quinzenal com o Governo no Parlamento, o chefe do Governo devolveu ainda a crítica dos que apontam insensibilidade social ao executivo por prosseguir com as reformas previstas no programa de ajustamento.

"Alguns entendem que o Governo ao determinar essa resiliência não tem sensibilidade social. Eu gostaria de dizer, em particular aos partidos da oposição, que não foi com certeza a fina sensibilidade social que levou o anterior governo a pedir um resgate externo (...) ou que empurrou o país para um nível de dívida pública em percentagem da riqueza criada no país tão elevado como o que temos", referiu.