Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Partidos que candidatam autarcas após três mandatos saem fragilizados - PS/Porto

Lusa

  • 333

Redação, 15 abr (Lusa) -- A decisão judicial que impede Menezes de se candidatar à Câmara do Porto "fragiliza a autoridade política dos partidos que estão a insistir em candidatar autarcas em final do terceiro mandato consecutivo", considerou hoje o presidente do PS/Porto.

Em declarações à Lusa, José Luís Carneiro, presidente da federação distrital do PS/Porto, afirmou que "não compete aos poderes políticos comentar decisões da justiça", salientando que, todavia, a indicação dada pelo secretário-geral do PS "foi uma boa orientação e felizmente, para o PS, está a ser seguida por todo o país".

Carneiro lembrou que António José Seguro "orientou no sentido de que um autarca em final de exercício de três mandatos não deve ser candidato".