Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Participação nas redes sociais ajuda a prevenir Alzheimer - neurologista

Lusa

  • 333

Salamanca, 21 set (Lusa) -- O neurologista espanhol especialista em demências Jesús Cacho considera que a participação ativa nas redes sociais é uma boa forma de prevenir o surgimento da doença de Alzheimer, tal como atividades como a jardinagem.

Participar em redes sociais leva a gerar reservas cognitivas no cérebro, o que é um fator fundamental como medida protetora perante o surgimento de demências, defendeu, em entrevista à agência espanhola EFE, o médio que chefia a Unidade de Demências do Hospital Clínico Universitário de Salamanca.

Para Jesús Cacho, entre outros fatores protetores contra demências estão a dieta mediterrânea e o exercício físico, daí que a jardinagem seja encarada como uma boa medida.