Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Participação de Portugal no novo avião da Embraer é de 4,5%

Lusa

  • 333

Lisboa, 21 jun (Lusa) -- A Empresa de Engenharia Aeronáutica (EEA) esclareceu que a participação de Portugal no novo avião da Embraer será de cerca de 4,5% e não de 45%, como "por lapso terá incorretamente sido transmitido à agência Lusa".

Na quarta-feira, o presidente da EEA, Jacinto Bettencourt, afirmou à Lusa, no Salão Internacional da Aeronáutica Le Bourget, na região de Paris, que 40 a 45% do novo avião da Embraer "é desenhado e produzido em Portugal".

"Esclarece-se que por lapso terá incorretamente sido transmitido à Agência Lusa que a participação de Portugal no Programa KC-390 poderia chegar aos 45% em atividades de desenho e produção, quando efetivamente se deveria ter transmitido que a participação do país no fornecimento para os aviões de série será de cerca de 4,5%", lê-se no esclarecimento da EEA enviado depois à Lusa.