Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Parceiros sociais debatem hoje pagamento de 1% nas empresas para suportar despedimentos

Lusa

  • 333

Lisboa, 19 fev (Lusa) -- Os parceiros sociais reúnem-se hoje em Concertação Social, com o ministro da Economia a presidir os trabalhos e confiante num acordo sobre o fundo de compensações, que prevê um encargo de 1% para as empresas para pagar despedimentos.

Em cima da mesa, estará também, pela primeira vez, a discussão de uma recomendação de fevereiro da União Europeia relativamente à criação de uma "Garantia à Juventude", destinada a combater o desemprego jovem na UE, e ainda medidas ativas de emprego.

A reunião, que contará também com a presença do novo secretário de Estado do Emprego e do secretário de Estado da Segurança Social, abordará a última versão do diploma sobre os dois fundos para a proteção dos trabalhadores despedidos com direito a indemnização, que obrigará as empresas a descontar 0,925% acrescidos de 0,075% sobre a remuneração dos trabalhadores, revendo assim os dados avançados inicialmente, de 0,8% e 0,2% sobre o valor das remunerações dos trabalhadores.