Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Parceiros sociais consideram que crescimento é incompatível com mais austeridade

Lusa

  • 333

Lisboa, 02 mai (Lusa) - Os parceiros sociais consideraram hoje que o crescimento económico que o Governo propõe como base de um possivel acordo tripartido não é compatível como as novas medidas de austeridade que o primeiro-ministro deverá anunciar na sexta-feira.

"Amanhã [sexta-feira] o Governo vai anunciar mais austeridade, mais sacrifícios, mais cortes na área da saúde, da educação e da segurança social e hoje verificámos que há uma incompatibilidade total entre o que aqui foi apresentado, o Memorando para o Crescimento, e o que o Governo vai fazer", disse aos jornalistas o secretário-geral da CGTP, no final da reunião de concertação social.

O Governo e os parceiros sociais reuniram-se hoje durante cerca de três horas para discutir a 'Estratégia para o Crescimento, Emprego e Fomento Industrial 2013-2020', documento com o qual o executivo pretende criar as bases para o crescimento económico, com pressupostos como a reindustrialização, investimento e exportações.