Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Papa: Maradona diz que "mão de Deus" voltou a estar ao serviço da Argentina

Lusa

  • 333

Roma, 14 mar (Lusa) - Diego Maradona, para muitos o melhor futebolista de todos os tempos, reconheceu hoje que a "mão de Deus" voltou a estar ao serviço da Argentina, desta vez não para marcar golos, mas para eleger o novo Papa.

"Que alegria! No meu país a ´mão de Deus´já trouxe um Papa argentino", ironizou Maradona numa crónica para o diário italiano Il Messagero, estabelecendo um paralelo entre a eleição do seu compatriota Jorge Bergoglio como Bispo de Roma e o golo que marcou com a mão frente à Inglaterra no Mundial do México de 1986.

Assumindo-se como um "católico fervoroso", Diego Maradona não teve dúvidas em escrever que "ter um Papa argentino é uma grande honra para todo o país".