Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Papa Francisco não foi cúmplice da ditadura militar na Argentina - Prémio Nobel da Paz

Lusa

  • 333

Roma, 21 mar (Lusa) -- O papa Francisco "não foi cúmplice da ditadura" no seu país, afirmou hoje o Prémio Nobel da Paz de 1980, o argentino Adolfo Perez Esquivel, depois de um encontro com Jorge Mário Bergoglio, no Vaticano.

"(O papa Francisco) não teve nada a ver com a ditadura. Não foi cúmplice da ditadura e não colaborou", explicou Perez Esquivel aos jornalistas.

Após Jorge Mário Bergoglio ser escolhido como o novo papa, ressurgiram as acusações de que não teria feito o suficiente para proteger os padres sequestrados e torturados pela ditadura argentina.