Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Papa critica "padres tristes" e pede nova dinamização das missas

Lusa

  • 333

Cidade do Vaticano, 28 mar (Lusa) - O papa Francisco criticou hoje os "padres tristes" que se limitam a "ser gerentes", pedindo uma nova dinamização das missas para combater uma "crise de identidade sacerdotal".

Numa homília perante 1.600 cardeais, padres e religiosos, reunidos para a missa crismal da Quinta-feira Santa, onde o papa dá tradicionalmente orientações aos clérigos, Francisco exortou o clero a ir "à periferia" levar o Evangelho àqueles que "não têm absolutamente nada".

O papa criticou os "padres tristes", que "se transformaram em colecionadores de antiguidades ou de novidades" (...) "o padre que não sai de si mesmo, em vez de ser um mediador, transforma-se, pouco a pouco, num intermediário, em gerente".