Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Papa afirma que direito ao trabalho é o mais ameaçado na atualidade

Lusa

  • 333

Cidade do Vaticano, 14 dez (Lusa) -- Bento XVI denunciou hoje, na apresentação da próxima Jornada Mundial da Paz, no Vaticano, que um dos direitos mais ameaçados na atualidade é o direito ao trabalho.

O papa reiterou que a dignidade humana "exige que se mantenha como prioridade o acesso do trabalho para todos, ou a manutenção do trabalho".

Os "focos de tensão" pela crescente desigualdade entre ricos e pobres são "devidos a uma mentalidade egoísta que se expressa também num capitalismo financeiro não regulado", disse.