Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Papa admite perdoar ex-mordomo condenado hoje a 18 meses de prisão

Lusa

  • 333

Cidade do Vaticano, 06 out (Lusa) - O papa admite perdoar o ex-mordomo, Paolo Gabriele, de 46 anos, condenado hoje pelo Tribunal do Vaticano a 18 meses de prisão por roubo agravado de documentos confidenciais, afirmou o porta-voz do Vaticano padre Federico Lombardi.

"A possibilidade da concessão do perdão é muito concreta e muito verosímil", sublinhou Lombardi, que adiantou que desconhece quando esta se concretizará.

Bento XVI receberá nas próximas horas a sentença ditada pelo tribunal composto pelos laicos Giuseppe della Torre (presidente), Paolo Papanti Pelletier e Venerando Marano e depois de a analisar, decidirá, precisou Lombardi.