Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Paolo Di Canio afirma não ser racista nem fascista

Lusa

  • 333

Sunderland, Inglaterra, 03 abril (Lusa) -- Paolo Di Canio, novo treinador da equipa de futebol do Sunderland, afirmou hoje que não é racista nem apoia a ideologia fascista, através de um comunicado emitido no sítio oficial do clube da primeira liga inglesa.

Di Canio, que afirmou em 2005 "ser fascista, não racista", não se tinha ainda pronunciado sobre toda a polémica que tem envolvido a sua nomeação, mas quis esclarecer hoje que "não é o homem que algumas pessoas gostam de retratar".

"Eu não sou político, não me associo com nenhuma organização, não sou racista e não apoio a ideologia fascista. Eu respeito todas as pessoas", explicou Di Canio.