Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Países devem ser responsáveis pelas perdas bancárias quando supervisor único entrar em ação - Constâncio

Lusa

  • 333

Bruxelas, 31 jan (Lusa) -- O vice-presidente do Banco Central Europeu (BCE), Vítor Constâncio, defendeu hoje que os países e os acionistas devem ser responsáveis pelas perdas dos ativos já existentes quando for adotada a recapitalização direta da banca em dificuldades com fundos europeus.

"Tem que se assegurar que as perdas dos ativos já existentes sejam assumidas, primeiro pelos acionistas e pelos credores dos bancos, e depois pelos países onde estão localizadas as instituições, para que a utilização de fundos europeus não ponha um problema de risco moral", afirmou hoje o vice-presidente numa conferência dobre os mercados financeiros em Bruxelas.

Constâncio adiantou que a utilização de fundos europeus deve ser limitada às "necessidades (de capital) adicional", em última instância.