Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Países africanos são vítimas de países produtores e consumidores de droga - Ramos-Horta

Lusa

  • 333

Lisboa, 21 jan (Lusa) - O representante das Nações Unidas para a Guiné-Bissau, José Ramos-Horta, disse hoje que os países africanos são vítimas dos países produtores e consumidores de droga e que estes têm que fazer mais para combater o narcotráfico.

"Os africanos, sobretudo os da África Ocidental, aparecem sempre como os maus da fita, mas na realidade nenhum país africano produz droga - é produzida na América Latina - e em nenhum país africano há grande consumo de droga - consumidores há na América do Norte e na Europa", disse José Ramos-Horta.

O representante das Nações Unidas para a Guiné-Bissau, que falava aos jornalistas em Lisboa, após uma reunião com o secretário executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Isaac Murade Murargy, adiantou que a questão do narcotráfico na Guiné-Bissau foi abordada no encontro e afirmou-se "incomodado" por os países africanos, nomeadamente a Guiné-Bissau, surgirem sempre associados ao tráfico de droga.