Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ouro: Empresa canadiana requere autorização para iniciar prospeção numa área que abrange seis concelhos alentejanos

Lusa

  • 333

Borba, 11 jul (Lusa) -- A empresa canadiana Colt Resources requereu à Direção-Geral de Energia e Geologia autorização para a prospeção de ouro e outros metais numa área superior a 600 quilómetros quadrados em Borba, Estremoz, Vila Viçosa, Alandroal, Redondo e Elvas.

Num comunicado enviado hoje à Agência Lusa, a Câmara de Borba informou que o pedido da companhia, que já desenvolve prospeções de ouro na zona de Évora, "foi publicado na sexta-feira em Diário da República".

"A empresa canadiana Colt Resources requereu à Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG) a atribuição de direitos de prospeção e pesquisa de depósitos minerais de ouro, prata, cobre, níquel, cobalto, chumbo, zinco, arsénio e metais associados", pode ler-se no comunicado. De acordo com o município de Borba, a empresa canadiana pretende fazer prospeções e pesquisas na área denominada "Borba", que abrange os concelhos de Borba, Estremoz, Vila Viçosa, Alandroal, Redondo e Elvas, numa extensão superior a 600 quilómetros quadrados.