Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ourém exige revogação da nova lei do turismo e assume promoção "clandestina" de Fátima

Lusa

  • 333

Ourém, 19 mar (Lusa) - O presidente da Câmara de Ourém (PS) disse hoje à agência Lusa que a nova lei do turismo deve ser revogada, sustentando que o concelho fica "obrigado" a promover externamente Fátima de forma "clandestina".

Paulo Fonseca quer que a revogação da nova lei integre o futuro programa do Governo PS, um pedido que será reforçado junto do líder nacional do Partido Socialista (PS), António José Seguro, que visita na quarta-feira o concelho.

"Toda a promoção exterior à Península Ibérica será da responsabilidade central do Estado através do Turismo de Portugal, o que, por exemplo, no que se refere a Fátima, nos obrigará a realizar ações clandestinas nos nossos alvos de mercado mais interessantes", sustentou o autarca.