Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Orçamento vai trazer "dificuldades" aos madeirenses para "matar a fome" aos seus filhos - coordenador do BE-M

Lusa

  • 333

Funchal, 16 dez (Lusa) - O coordenador regional do BE-M, Roberto Almada, alertou hoje que o orçamento regional para 2013, aprovado quinta-feira na Assembleia Legislativa, vai trazer "mais dificuldades" aos madeirenses para "matarem a fome" aos seus filhos.

"Este é um orçamento de empobrecimento da população e, tal como o do Estado, vai aumentar os impostos sobre o trabalho, vai aumentar o custo de vida, vai aumentar as dificuldades que as pessoas têm para colocar a comida na mesa para matar a fome aos seus filhos", disse o líder bloquista numa ação política na freguesia de São Martinho, no Funchal.

Roberto Almada considera que o Governo Regional "já deu o que tinha a dar" e que precisa de ser "expulso da cena política" porque "é um governo de cabeça perdida" e que deita "no lixo e no mar" milhões de euros (5 milhões no projeto do novo hospital que não se concretizou e cerca de 24 milhões na marina do Lugar-de-Baixo que continua inoperacional).