Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Oposição da Venezuela denuncia migrações extemporâneas ilegais de candidatos às eleições regionais

Lusa

  • 333

Caracas, 26 out (Lusa) - A coligação opositora Mesa de Unidade Democrática (MUD) denunciou, esta quinta-feira, que o Conselho Nacional Eleitoral (CNE) da Venezuela realizou migrações extemporâneas ilegais de eleitores e candidatos às eleições regionais de 16 de dezembro para outros centros eleitorais.

A denúncia foi feita por Vicente Bello que pediu explicações ao CNE, precisando que 108 pessoas foram para outros centros eleitorais, "incluindo candidatos do Partido Socialista Unido da Venezuela (o partido de Hugo Chávez) e alguns familiares".

Segundo o mesmo responsável, tratam-se de atos "ilegais" porque "as mudanças de centros de votação fecharam oficialmente a 15 de abril com a advertência de que qualquer modificação não seria válida para nenhuma eleição de 2012".