Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Oposição censura proposta de permuta de terrenos na 5 de Outubro pela câmara de Lisboa

Lusa

  • 333

Lisboa, 06 jun (Lusa) - Vereadores de Lisboa do PSD e do CDS-PP manifestaram-se hoje contra uma proposta da maioria camarária de permutar um terreno municipal por outro terreno particular menor e com condicionantes à construção, ambos junto à avenida 5 de Outubro.

Em causa está a proposta da maioria na autarquia (PS/Independentes) para a permuta de um terreno municipal onde atualmente está um parque de estacionamento, na avenida 5 de Outubro, junto à linha do comboio, por um outro terreno particular mais pequeno, entre a rua Ivone Silva e a avenida 5 de outubro, ao lado das antigas instalações da RTP, com o pretexto de aqui fazer uma área pedonal, explicou o vereador social-democrata Vítor Gonçalves.

O proprietário deste terreno particular iniciou em 2001 o projeto para a construção de um hotel de seis andares neste local, que foi reprovado em 2006 pelo IPPAR (atual IGESPAR - Instituto de Gestão do Património Arquitetónico e Arqueológico), por considerar que a construção de um edifício com aquelas características naquele local teria um impacto negativo na moradia António Bravo, projetada pelo arquiteto Pardal Monteiro, que lhe é contígua.