Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Opel quer ver alteradas classes de portagem nas autoestradas

Lusa

  • 333

Lisboa, 15 mai (Lusa) - A Opel Portugal está em conversações com as concessionárias de autoestradas para chegarem a um consenso sobre as classes das portagens, isto porque, com as alterações introduzidas a nível mundial nos carros, a lei é considerada ultrapassada pela marca.

João Falcão Neves, um português que assumiu os comandos do gigante norte-americano em Portugal - substituindo o espanhol Guillermo Sarmiento - refere, em entrevista à Lusa, que a tendência de as marcas desenharem carros mais altos está a prejudicar alguns modelos em Portugal que pagam classe 2 na autoestrada quando apenas são pequenos veículos "e não camiões".

É o caso do seu mais recente modelo mini-SUV (Sport Utility Vehicle), o Mokka que, por mais dois centímetros é obrigado a pagar classe 2, "quando na prática o carro é um Corsa [pequeno utilitário da Opel] mais alto".