Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

OPA/Brisa: Tagus consegue 84,8 do capital da Brisa, suficiente para sair de Bolsa (versão corrigida)

Lusa

  • 333

Lisboa, 09 ago (Lusa) - A Oferta Publica de Aquisição (OPA) da Tagus sobre a Brisa permitiu aos oferentes adquirir 84,8 por cento do capital social, sendo que serão suficientes para a empresa requerer a saída de bolsa mas não para lançar uma OPA potestativa.

O presidente da Tagus, Vasco de Mello, afirmou hoje em sessão especial de bolsa para apurar os resultados da OPA, que os objetivos foram todos cumpridos, embora se escusasse a comentar a saída de bolsa da Brisa.

Perante estes resultados, a Brisa, segundo o artigo 27 do Código de Valores Mobiliários, pode pedir à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários a perda da qualidade de sociedade aberta - o que implica que não pode estar em bolsa - isto porque a Tagus passou a deter, "em consequência de oferta pública de aquisição, mais de 90 por cento dos direitos de voto calculados nos termos do n.º 1 do artigo 20.º".