Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

ONU reclama acesso humanitário imediato a localidade síria de Qusair

Lusa

  • 333

Damasco, 08 jun (Lusa) -- O Conselho de Segurança da ONU pediu na sexta-feira ao Governo sírio um "acesso imediato" das organizações humanitárias à população civil da localidade de Qusair, que estava nas mãos dos rebeldes e foi retomada na quarta-feira pelo exército.

Numa declaração unânime, que inclui a Rússia, aliada de Damasco, o Conselho de Segurança da ONU reclamou ao Governo sírio um "acesso imediato e sem entraves" aos civis que necessitam de ajuda humanitária urgente em Qusair, salientando que cabe antes de mais ao Governo protegê-los.

Paralelamente, a ONU apelou a um fundo de 5,2 mil milhões de dólares (3,9 mil milhões de euros) para ajudar até dezembro 10 milhões de sírios afetados pelo conflito, ou seja, cerca de metade da população do país.