Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

ONG denuncia na ONU remoções forçadas em obras para o Mundial no Brasil

Lusa

  • 333

Genebra, 04 mar (Lusa) - O movimento popular para o Mundial de futebol e os Jogos Olímpicos no Brasil pediu hoje ao Conselho de Direitos Humano da ONU que solicite ao Governo brasileiro a interrupção "imediata" do que consideram "remoções forçadas" para os projetos.

No documento, a Articulação Nacional dos Comités Populares da Copa (ANCOP) afirma que os despejos forçadas "têm sido o grande drama das famílias brasileiras desde o início das obras para o Mundial e os Jogos Olímpicos" e estima que pelo menos 170 mil pessoas tenham enfrentado situações desse tipo.

O pedido foi realizado durante a 22.ª sessão do Conselho de Direitos Humanos da ONU em Genebra, na suíça, quando a relatora especial da ONU sobre Direito à Moradia Adequada, Raquel Rolnik, também apresentou seu relatório sobre situações semelhantes em várias partes do mundo.