Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

ONG acusa polícia moçambicana de "negligência" na morte de criança por raptores

Lusa

  • 333

Maputo, 29 out (Lusa) -- A organização moçambicana Rede dos Comunicadores Amigos da Criança (RECAC) acusou hoje a polícia de "negligência maior" na morte de uma criança pelos seus raptores e na falta de esclarecimentos sobre os raptos em Moçambique.

A criança foi encontrada morta no fim de semana numa mata, nos arredores da cidade da Beira, centro de Moçambique, após os raptores terem dito à família que iriam assassinar a criança, como represália pelo facto de a polícia ter sido informada do local onde seria pago o resgate de um milhão de meticais (cerca de 25 mil euros).

A menor foi a primeira vítima mortal da onda de raptos que assolam Moçambique, que resultou no sequestro de dezenas de pessoas, incluindo crianças, muitas delas libertadas mediante o pagamento de elevadas quantias de dinheiro.