Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Oeiras: Tribunal de Contas deteta irregularidades em obras público-privadas da Câmara

Lusa

  • 333

Oeiras, 04 dez (Lusa) - Uma auditoria realizada pelo Tribunal de Contas à Câmara de Oeiras voltou a detetar irregularidades em obras celebradas por três parcerias público-privadas (PPP), cujos contratos de execução não foram remetidos para fiscalização prévia.

À semelhança do que já havia acontecido em outubro do ano passado, o Tribunal de Contas (TC) voltou a identificar irregularidades em parcerias público-privadas aprovadas em janeiro de 2007 pelo executivo municipal liderado por Isaltino Morais, o que pode levar à aplicação de multas ao presidente e vice-presidente da câmara e aos vereadores e deputados que aprovaram as propostas.

No relatório emitido pelo TC, datado de 27 de novembro e a que a agência Lusa teve hoje acesso, consta que o município "revelou um deficiente controlo da despesa associada às duas parcerias instituídas, evidenciado pela ausência de referência, nas reuniões de câmara em que deliberou a sua adjudicação, aos consequentes encargos financeiros e omissão de inscrição dos respetivos compromissos financeiros plurianuais nos adequados mapas orçamentais".