Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

OE2014: Portas aponta para "vida além da 'troika'" e acusa PS de estar em "negação"

Lusa

  • 333

Lisboa, 01 nov (Lusa) - O vice-primeiro-ministro acusou hoje o PS de estar em "negação" perante um "princípio do crescimento económico", como um ator do cinema mudo que não sabe transitar para o sonoro, numa intervenção em que apontou insistentemente para o "pós-'troika'".

"Nunca me ocorreu que o maior partido da oposição interiorizasse uma atitude de negação", afirmou Paulo Portas, no parlamento, no encerramento da discussão na generalidade do Orçamento do Estado para 2014.

O vice-primeiro-ministro, que foi interrompido por protestos nas galerias, disse que não lhe tinha ocorrido que o PS "não tivesse o cuidado de saudar ou reconhecer" indicadores de crescimento, diminuição do desemprego, aumento de produção e exportações, de criação de empresas, entre outros.