Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

OE2014: Jerónimo pede a PM para dar paz a pensionistas, Passos diz que já tirou 33 por cento às PPP

Lusa

  • 333

Lisboa, 31 out (Lusa) - O secretário-geral do PCP pediu hoje ao primeiro-ministro para deixar "os pensionistas em paz" e optar por cortes junto das Parcerias Público-Privadas (PPP), contratos em que Passos Coelho disse já ter poupado 33 por cento.

"Esta proposta de Orçamento do Estado (OE2014) preconiza 728 milhões de cortes e nas pensões da Caixa Geral de Aposentações, mas propõe-se pagar às PPP 776 milhões de euros. Deixem os pensionistas em paz e cobrem às PPP, esses negócios ruinosos", exigiu Jerónimo de Sousa, no debate na generalidade sobre o OE2014.

O líder do executivo da maioria PSD/CDS-PP contrariou tal ideia, acrescentando que não foi o atual Governo que fez as PPP, mas sim o anterior (socialista), que "empurrou os encargos para uma legislatura mais à frente".