Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

OE2014: Governo ia baixar IVA na restauração se 'troika' aceitasse mudar défice - CDS-PP

Lusa

  • 333

Lisboa, 26 nov (Lusa) - O deputado do CDS-PP João Almeida garantiu hoje que se o Governo tivesse conseguido flexibilizar a meta do défice orçamental do próximo ano de 4% para 4,5%, teria baixado o IVA na restauração de 23% para 13%.

"Se havia prioridade na meta do défice que foi defendida era baixar o IVA da restauração, e se neste momento o IVA na restauração não baixa neste orçamento é porque o Governo não conseguiu o limite de défice que queria, porque se tivesse o limite do défice que queria tinha baixado o IVA na restauração", afirmou o deputado.

João Almeida, que falava durante o último período de votações em plenário de artigos avocados da especialidade, entrou no debate promovido pela oposição da redução da taxa do IVA na restauração.