Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

OE2014: CDS-PP/Madeira contra proposta "restritiva", "inconsequente" e "injusta"

Lusa

  • 333

Santa Cruz, 19 out (Lusa) -- O líder do CDS-PP/Madeira, José Manuel Rodrigues, afirmou hoje que os centristas da região não podem dar o seu aval à proposta de Orçamento do Estado para 2014, que classificou como restritiva, inconsequente e injusta.

"O CDS da Madeira, que esteve contra o Orçamento para 2013 por não concordar com o brutal aumento de impostos, não pode agora dar o seu aval a um Orçamento para 2014 que não só mantém o nível de impostos, nomeadamente o IVA do turismo e da restauração , como ainda procede a cortes injustos nos salários dos funcionários públicos a partir dos 600 euros", afirmou José Manuel Rodrigues, que hoje presidiu à reunião da Comissão Política Regional, em Santa Cruz.

O presidente do CDS-PP/Madeira considerou que "este Orçamento é financeiramente restritivo, economicamente inconsequente e socialmente injusto".