Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

OE2013: Taxa de IRS no trabalho dependente está a atingir níveis incomportáveis - KPMG

Lusa

  • 333

Lisboa, 17 out (Lusa) -- A taxa de IRS no trabalho dependente está a atingir níveis incomportáveis, quer do ponto de vista absoluto quer em comparação com o praticado noutros países, considera o 'partner' fiscal da consultora KPMG, Luis Magalhães.

"A taxa de IRS de facto, nesse ponto de vista, (estou a referir-me apenas ao trabalhado dependente) está a atingir, se é que não ultrapassou já, níveis, quer do ponto de vista absoluto, quer do ponto de vista de comparativo com outros países, que podemos qualificar de incomportáveis e as consequências disso podem ser várias. Não consegui imaginar nenhuma boa, consegui imaginar várias indesejáveis", afirmou o responsável num encontro com jornalistas.

Numa análise às principais medidas da proposta de Orçamento do Estado para 2013, o responsável destacou também o rápido agravamento da tributação dos rendimentos de capitais, após as taxas liberatórias aumentarem nos últimos anos 8 pontos percentuais, demonstrando o seu receio que o repatriamento de capitais feito nos últimos anos possa ser revertido com estas medidas penalizadoras.