Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

OE2013: Reduções de despesa com atual estrutura do setor público chegaram ao limite - Passos Coelho

Lusa

  • 333

Lisboa, 30 out (Lusa) - O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, sustentou hoje que as reduções de despesa compatíveis com a manutenção da atual estrutura do setor público chegaram muito perto do limite e que por isso se impõe uma reforma estrutural do Estado.

"As reduções de despesa compatíveis com a manutenção da atual estrutura do setor público chegaram muito próximo do seu limite com os cortes efetuados em 2011 e 2012 e com os que estão previstos para 2013", declarou Pedro Passos Coelho, na abertura do debate da proposta de Orçamento do Estado para 2013 na generalidade, na Assembleia da República.

O primeiro-ministro alegou que "existe hoje um consenso amplo no país de que é preciso fazer uma reforma estrutural do Estado" para ultrapassar a atual crise, porque Portugal tem "problemas que não podem ser resolvidos com aumentos de impostos ou com mais compressão da atual estrutura de despesa".