Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

OE2013: Recibos verdes mais penalizados que trabalhadores por conta de outrem - Deloitte

Lusa

  • 333

Lisboa, 15 out (Lusa) -- As alterações no IRS previstas no Orçamento do Estado para 2013 vão penalizar mais os trabalhadores independentes do que os que trabalham por conta de outrém, segundo simulações feitas pela consultora Deloitte para a Lusa.

As simulações, que tentam medir apenas o impacto agregado da alteração do regime simplificado e das taxas e escalões, e por isso inclui apenas só solteiros e sem despesas dedutíveis, apontam para que os trabalhadores independentes (vulgo, recibos verdes) tenham aumentos que podem chegar a 93% no imposto a pagar e perdas no salário líquido até 12%.

"Por comparação com os trabalhadores por conta de outrem, as simulações confirmam o que era expectável. Os recibos verdes são ainda mais atingidos que os trabalhadores por conta de outrem. Tal deve-se ao facto de lhes ser aplicável as mesmas taxas e escalões, pelo que, neste aspeto, têm exatamente o mesmo impacto, mas verem aumentado o rendimento sujeito a tributação em 10 pontos percentuais", explicou à Lusa o associate partner da divisão de consultoria fiscal da Deloitte, Luís Leon.