Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

OE2013: Previsões têm "margem de erro superior à habitual" - UTAO

Lusa

  • 333

Lisboa, 23 out (Lusa) - A Unidade Técnica de Apoio Orçamental alerta para a "margem de erro superior à habitual" nas projeções para a economia portuguesa contidas na proposta de Orçamento do Estado para 2013 e que não se deve excluir uma maior recessão.

"As projeções para a evolução da economia portuguesa encontram-se rodeadas de uma enorme incerteza e, portanto, com uma margem de erro superior à habitual, pelo que não será de excluir que os efeitos recessivos das novas medidas de consolidação orçamental possam vir a ser superiores aos projetados pelas entidades oficiais", diz a unidade numa análise preliminar à proposta de Orçamento do Estado para 2013 enviada hoje aos deputados.

Os técnicos apontam a conjuntura externa, em especial no que diz respeito aos principais parceiros comerciais, mas também no que diz respeito à estratégia de consolidação escolhida pelo Governo demasiado dependente do lado da receita - em particular das receitas fiscais.