Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

OE2013: "Podíamos quase acabar com o IRC" - Miguel Beleza

Lusa

  • 333

Lisboa, 08 out (Lusa) -- O Governo tem "pouquíssima margem de manobra" mas podia "acabar com o IRC", disse à Lusa o antigo ministro das Finanças Miguel Beleza.

"Podíamos quase acabar com o imposto sobre as empresas, o IRC", que "dá pouco" rendimento ao Estado, disse Beleza, que foi também governador do Banco de Portugal.

Questionado quanto ao que o Governo poderia fazer para estimular a economia, Beleza disse que neste momento qualquer executivo teria uma margem de manobra "muito limitada": "Dois pontos percentuais aqui, um acolá, estamos a falar de [pequenos ajustes]. Só haveria mais margem se um dos parceiros quiser dar em vez de emprestar, mas isso não é provável nem seria justo."