Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

OE2013: PCP acusa Governo de "assalto fiscal" e de "maior tentativa de despedimento coletivo desde o 25 de Abril"

Lusa

  • 333

Lisboa, 15 out (Lusa) - O PCP reagiu hoje à proposta de Orçamento do Estado para 2013 acusando o Governo de "assalto fiscal" aos portugueses e da "maior tentativa de despedimento coletivo em Portugal desde o 25 de Abril".

Em declarações aos jornalistas, na Assembleia da República, o deputado do PCP Honório Novo considerou ainda que o Governo propõe "uma redução inaceitável das despesas das funções sociais e com prestações sociais" e criticou-o por fazer "cortes nas parcerias público-privadas de apenas 250 milhões de euros".

Honório Novo concluiu que a proposta de Orçamento para 2013 é "absolutamente inaceitável, indigna do 25 de Abril" e defendeu que "o povo português, perante a violência deste orçamento, deve movimentar-se, deve resistir, por forma a criar as condições para repudiar esta proposta de Orçamento do Estado e, naturalmente, substituí-la por outra".