Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

OE2013: Passos recusa falar de novo retificativo que espera não ser preciso

Lusa

  • 333

Lisboa, 30 mai (Lusa) - O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, reconhece que há "riscos orçamentais", mas recusa a "visão doentia" de falar já de um novo orçamento retificativo, que espera não ser preciso.

"Espero, sinceramente, que isso não seja preciso, apesar de haver riscos, como referi, mas gostaria de não embarcar nessa visão doentia que é a de sempre estar a pensar que tudo vai correr mal e que tudo vai correr pior", afirmou Passos Coelho.

O primeiro-ministro, que falava aos jornalistas à margem da inauguração de um hotel em Lisboa, disse não querer "começar já a falar num novo orçamento retificativo".