Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

OE2013: Manuel Alegre defende demissão imediata do Governo

Lusa

  • 333

Lisboa, 05 abr (Lusa) -- O militante socialista e candidato derrotado à Presidência da República Manuel Alegre defendeu hoje a demissão imediata do Governo por iniciativa própria, depois de, pelo segundo ano consecutivo, o Tribunal Constitucional ter chumbado normas do Orçamento do Estado.

Em declarações à agência Lusa, depois de conhecida a decisão do Tribunal Constitucional de chumbar quatro artigos do Orçamento do Estado 2013 em apreciação por pedido do Presidente da República e pelos partidos políticos, Manuel Alegre sublinhou também que dois chumbos em dois anos consecutivos deveria levar o Presidente da República, Cavaco Silva, a "tirar as suas conclusões".

"O Presidente da República também disse que a Constituição não está suspensa e que obriga a todos. Acho que realmente a Constituição obriga a todos, e neste caso também ao senhor Presidente da República que deve tirar as suas conclusões, se assim o entender", disse Alegre, candidato presidencial derrotado por Cavaco Silva em 2006 e 2011.