Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

OE2013: "Grandes incertezas e riscos rodeiam o exercício orçamental" -- Vítor Gaspar

Lusa

  • 333

Lisboa, 27 nov (Lusa) - O ministro de Estado e das Finanças, Vítor Gaspar, considerou hoje que o exercício orçamental para 2013 envolve "grandes incertezas e riscos" e assinalou a responsabilidade do Governo pela sua "boa execução".

No encerramento da discussão do Orçamento do Estado para o próximo ano, na Assembleia da República, Vítor Gaspar apresentou um cenário de recuperação da economia portuguesa "já no segundo semestre de 2013" e de crescimento económico e diminuição do desemprego nos anos seguintes, mas referiu também a possibilidade de Portugal enfrentar "dificuldades acrescidas".

Nesse caso, a continuação do apoio externo a Portugal depende do cumprimento do Programa de Assistência Económica e Financeira, declarou o ministro das Finanças: "Só o cumprimento do programa de ajustamento permite assegurar o apoio dos nossos parceiros se tivermos de enfrentar dificuldades acrescidas por razões que não dependam da nossa vontade ou desse cumprimento".