Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

OE2013: Governo injeta 1,8 mil milhões extra na Segurança Social em dois anos - UTAO

Lusa

  • 333

Lisboa, 24 out (Lusa) - O Governo fará em dois anos transferências extraordinárias para a Segurança Social na ordem dos 1,8 mil milhões de euros, que deverá permitirá obter um excedente de 61,8 milhões de euros já este ano, sublinha a UTAO.

De acordo com uma análise preliminar à proposta de lei do Orçamento do Estado para 2013 realizada pelos técnicos da Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO) a que Agência Lusa teve acesso, enviada na terça-feira aos deputados, o Governo mudou as previsões para o saldo da Segurança Social em pouco mais de 15 dias, desde que incluiu um défice (o primeiro em onze anos) de 694,1 milhões de euros na segunda notificação enviada a Bruxelas no âmbito do procedimento dos défices excessivos.

"Note-se que o Ministério das Finanças reviu a previsão para o saldo da segurança social, para o ano 2012, face à estimativa que tinha apresentado no dia 28 de setembro no âmbito da notificação do Procedimento dos Défices Excessivos. Com efeito, nesta ocasião foi apresentado um défice de 694,1 milhões de euros, tendo sido proposto um excedente de 61,8 milhões de euros no OE2013. Para esta revisão terá contribuído a transferência extraordinária de 856,6 milhões de euros em 2012. Para 2013 também está prevista uma transferência extraordinária de 969,7 milhões de euros", dizem os técnicos.