Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

OE2013: Função pública considera aumento de impostos "insustentável" e uma "enormidade"

Lusa

  • 333

Lisboa, 11 out (Lusa) - Os sindicatos da Função Pública consideraram hoje "insustentável" e uma "enormidade" a redução dos escalões de IRS, que levará a que a generalidade dos contribuintes fique sem pelo menos metade do seu salário mensal.

Segundo a versão preliminar da proposta do Orçamento do Estado (OE) de 2013, que saiu da reunião de quarta-feira do Conselho de Ministros e que pode ser ainda alterada, os escalões de IRS oscilam entre os 14,5%, em rendimentos até sete mil euros, e os 48%, para rendimentos superiores a 80 mil euros.

No segundo escalão, a taxa passa para os 28,5%, para valores entre os sete mil e os 20 mil euros.