Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

OE2013: Carlos César acusa Governo de "psicopatia fiscal e social"

Lusa

  • 333

Ponta Delgada, 16 out (Lusa) -- O presidente do Governo dos Açores, Carlos César, acusou hoje o Governo da República de "psicopatia fiscal e social", defendendo que, caso o Orçamento de Estado não seja alterado, é preferível a queda do executivo.

"Eu começo a pensar que, se este Governo prossegue nessa psicopatia que foi patenteada na apresentação pública do Orçamento de Estado [OE], o melhor é nós termos o custo de uma crise política", afirmou Carlos César aos jornalistas, no final do Conselho de Governo, que hoje se reuniu em Ponta Delgada.

Para o chefe do executivo açoriano, o país precisa de "um Governo que possa representar transversalmente os interesses em presença da sociedade portuguesa", acrescentando esperar que a proposta de OE entregue à presidente da Assembleia da República na segunda-feira "não tenha essa configuração na sua versão final".