Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

OE2013: BE acusa Governo de atacar mais fracos e manter saque fiscal destrutivo

Lusa

  • 333

Lisboa, 19 jun (Lusa) -- O Bloco de Esquerda acusou hoje o Governo de "atacar os mais fracos" com os cortes a aplicar nos subsídios por doença e desemprego e de manter um "saque fiscal" que "está a destruir a economia".

"O Orçamento Retificativo que hoje debatemos na especialidade mantém a taxa de 5% e 6% nos subsídios de doença e de desemprego, uma medida punitiva daqueles que estão nas situações mais vulneráveis, os doentes e desempregados. (...) O valor mínimo é mesmo o mínimo e não permite a dignidade de vida que estas pessoas merecem. O sinal que devíamos dar era de proteger os mais vulneráveis", afirmou a deputada bloquista Helena Pinto.

Também o líder parlamentar do Bloco de Esquerda (BE), Pedro Filipe Soares, interveio no debate, no Parlamento, do Orçamento Retificativo, que precedeu a aprovação final global do documento pelo PSD e pelo CDS-PP, considerando que o orçamento inicial já era um saque fiscal aos portugueses e desafiando o CDS-PP, depois dos discursos de Paulo Portas, a aprovar uma proposta do BE de eliminação da sobretaxa de IRS (o que não aconteceu).