Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

OE2011: Empréstimos a hospitais empresa ditaram revisão do défice de 2011 - UTAO

Lusa

  • 333

Lisboa, 03 Out (Lusa) - A revisão em alta do défice orçamental do ano passado, anunciada pelo INE no final da semana passada, deveu-se a empréstimos de curto prazo ao Serviço Nacional de Saúde cuja renovação constante obrigou à sua reclassificação.

De acordo com um relatório sobre as contas das administrações públicas no primeiro semestre da Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO), a revisão do défice de 2011 foi justificada "essencialmente pelo subsetor da administração central" e que o INE esclareceu que a revisão resultou da "reclassificação de empréstimos de curto prazo concedidos pelo Fundo de Apoio ao Sistema de Pagamentos do Serviço Nacional de Saúde (FASPSNS) a hospitais empresa (HEPE)".

Os empréstimos no valor de 430 milhões de euros concedidos a estas entidades foram reclassificados como transferências de capital com impacto no défice das administrações públicas, explicam os técnicos independentes.